12
Fev 12
12
Fev 12

Emprego: Disneyland recruta estudantes portugueses

Estudantes da Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa foram recrutados pela Disneyland para uma acção nas áreas da restauração, hotéis e vendas que decorre entre segunda e quarta-feira em Paris, informou este domingo o Turismo de Portugal.

 

Em comunicado, o Turismo de Portugal diz que esta é "a maior campanha de recrutamento até hoje realizada a nível europeu" e congratula-se com o recrutamento de jovens da Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa, considerando que isso traduz "o reconhecimento da qualificação daqueles jovens".

Além de Portugal, a Disneyland Paris recrutou também jovens de França, Espanha, Reino Unido, Itália, Grécia, bem como dos países bálticos e do Leste europeu.

Em 2011, o Turismo de Portugal, que gere 16 escolas, colocou no mercado internacional mais de 80 jovens portugueses, um reflexo da política de internacionalização da instituição.

fonte:http://www.cmjornal.xl.pt/


publicado por adm às 17:06 | comentar | favorito
08
Fev 12
08
Fev 12

Emprego lá fora: onde estão as melhores oportunidades?

São cada vez mais os portugueses que começam a equacionar a emigração para obterem uma vida melhor. O elevado desemprego e a deterioração das condições laborais em Portugal está a empurrar muitas pessoas, especialmente jovens, lá para fora. Mas onde estão as melhores oportunidades de trabalho?

Sobretudo nos países onde a economia está a crescer a bom ritmo. Na maioria dos casos, economias emergentes, como o Brasil, Angola ou Moçambique. Mas mesmo na Europa, apesar da crise, há países onde a mão-de-obra qualificada escasseia e onde os trabalhadores estrangeiros são bem-vindos.

São sobretudo os países do Norte da Europa, onde as universidades não conseguem formar as pessoas a um ritmo suficientemente rápido para responder às oportunidades criadas pelo crescimento da economia. O Instituto de Emprego e Formação Profissional identifica vários, incluindo o Reino Unido, França, Suécia, Finlândia, Noruega, Suíça, Bélgica, Holanda, e Alemanha. 

Áreas como as Tecnologias de Informação, Enfermagem; Psicologia Clínica; Construção Civil e Obras Públicas; Animação Turística e Hotelaria e Arquitectura e Engenharia são aquelas onde existem mais oportunidades.

Na vizinha Espanha, embora continuem a existir oportunidades, tem-se registado uma retracção do mercado nos últimos tempos.

Mas peguemos precisamente no caso da Alemanha. A maior economia da Europa também tem necessidade de mão-de-obra qualificada e encontra nos países do Sul, onde a crise está a causar elevado desemprego, uma boa reserva de trabalhadores. Ainda esta semana surgiu a notícia de uma cidade alemã que todos os meses tem cerca de 3 mil vagas para preencher e que está aberta a emigrantes dos países economicamente mais fracos, que queiram concorrer. 

Quem não tem problemas em abandonar, além do país, o continente, há também muitas oportunidades fora da Europa. Por exemplo, ainda hoje o «Diário Económico» noticia que o Brasil precisa de 8 milhões de profissionais qualificados, por causa do forte crescimento da economia. Comércio, distribuição, construção e call centers são as áreas que precisam de mais pessoal. 

O país precisa ainda de 100 mil engenheiros, por causa das obras de preparação do Mundial de Futebol em 2014 e dos Jogos Olímpicos em 2016.

Angola e Moçambique também apresentam muitas oportunidades nesta área, da arquitectura e engenharia. No entanto, há entraves: burocracia, dificuldade em obter vistos e, no caso do Brasil, reconhecimento de diplomas académicos pelas universidades brasileiras, que é obrigatório em todas as profissões e que pode demorar até dois anos.

Para além dos países de língua portuguesa, há outros com elevado crescimento, que também recebem mão-de-obra estrangeira, como por exemplo, alguns da região Árabe.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/e

publicado por adm às 23:39 | comentar | favorito
07
Fev 12
07
Fev 12

Esta empresa quer contratar 1.500 pessoas

A ERA Portugal vai contratar 1.500 novos colaboradores em 2012 e 2013. A mediadora pretende reforçar as suas mais de 200 lojas com comerciais e directores comerciais, explica a mesma em comunicado.

«Os candidatos não precisam de ter experiência no sector imobiliário, basta serem pessoas determinadas, proactivas com gosto pelo trabalho em grupo e por objectivos», acrescenta.

No fim de 2009, a ERA lançou um programa semelhante, que resultou na contratação de mil novos colaboradores em 2010 e 2011.

Os interessados em fazer parte da equipa ERA podem dirigir-se a qualquer loja da rede e informar-se junto do respectivo director comercial ou preencher a sua candidatura online através do site da ERA ¿ www.era.pt.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/e

publicado por adm às 23:24 | comentar | favorito
02
Fev 12
02
Fev 12

Dez erros a evitar quando faz ou envia o seu currículo

Regra geral, um empregador não gasta muito mais de 30 segundos da primeira vez que olha para um currículo. Só mais tarde o vai examinar em detalhe. Por isso, a primeira impressão é fundamental para quem envia uma candidatura a um posto de trabalho. O Dinheiro Vivo deixa-lhe aqui dez dicas sobre coisas a evitar quando faz e envia o seu currículo.

 

1. Tenha particular atenção a gralhas ou erros gramaticais. A primeira impressão é essencial. Um documento com erros vai levar um potencial empregador que o candidato em causa é descuidado e pouco interessado. Leia com atenção antes de imprimir e enviar.

2. Não faça correcções ou acrescente notas. O currículo deve estar impecavelmente dactilografado. Escrever à mão, um documento mal formatado ou mal impresso vão causar má impressão. Peça ajuda se tiver dificuldades. O lay-out pode fazer toda a diferença. Procuremodelos na internet.

3. Não se esqueça da carta de apresentação. Muitos currículos são enviados sem a indicação do posto a que se está a candidatar e acabam esquecidos numa qualquer secretária. Deve ser concisa e fortemente orientada para as responsabilidades, em detrimento dos resultados.Veja aqui como.

4. Não forneça a sua história salarial nem quanto pretende ganhar. Se isso lhe for pedido, deve estar na carta de apresentação, não no currículo.

5. Não minta sobre os seus antecedentes profissionais. A generalidade dos empregadores vai pedir informações para verificar a sua experiência laboral para o cargo a que se candidata. Também não seja exaustivo. Não precisa de incluir todos os trabalhos que fez até agora. Mantenha-se focado no que pode ser uma mais valia para o cargo que ambiciona.

6. Evite incluir dados pessoais como a etnia, a idade, o peso ou o estado civil. As fotos também são de excluir. Saiba aqui porquê.

7. Não inclua a frase “dá-se referências se solicitadas”. Inclua-as sempre, mas de uma forma organizada. Saiba aqui como.

8. Não dobre, agrafe ou cole o seu currículo. Para o enviar por correio escolha um envelope suficiente grande para que chegue ao destino impecável.

9. Nunca utilize o fax, e-mail ou envelopes do actual local de trabalho apara enviar um currículo. Faça-o a partir de casa, utilize os computadores de um cybercafé ou, simplesmente, dirija-se a uma estação de correios.

10. Finalmente, não encha o seu currículo de informação. Como ficou atrás dito, o potencial empregador vai, inicialmente, deitar uma rápida vista de olhos ao documento. Se não estiver bem organizado e com a informação essencial bem visível, talvez não seja lido outra vez. Evite que o seu currículo tenha mais do que duas páginas.

fonte:http://www.dinheirovivo.pt/

publicado por adm às 22:58 | comentar | favorito