11
Ago 13

Enfermeiros, financeiros e informáticos encontram emprego mais depressa em Londres

Enfermeiros, financeiros e engenheiros informáticos portugueses que emigram para Londres conseguem emprego no espaço de um mês, mas outros profissionais qualificados, como professores ou artistas, são forçados a arranjar biscates, apurou uma investigadora académica. 

"Os enfermeiros chegam já com emprego porque são recrutados em Portugal e os IT, [técnicos de tecnologias de informação] mesmo fora da área específica, conseguem encontrar no sector deles", diz Cláudia Pereira à agência Lusa. 

O facto de Londres ser um dos principais centros financeiros mundiais atrai e absorve rapidamente muitos portugueses com qualificações para este ramo, como economistas, afirma. 

Porém, também verifica que outros licenciados, como professores, nutricionistas, artistas de teatro, música, cinema ou dança, contabilistas, educadores de infância e assistentes sociais têm maior dificuldade em encontrar trabalho na sua área profissional. 

Muitos recorrem a empregos temporários em cafés, restaurantes ou museus para se sustentarem enquanto completam os processos administrativos para poderem exercer ou melhoram o domínio da língua inglesa, permanecendo nestas funções durante meses ou mais de um ano. 

Estas observações foram feitas por Cláudia Pereira no âmbito de uma pesquisa académica de pós-doutoramento que está a realizar sobre a emigração portuguesa no Reino Unido dos últimos anos, que decidiu centrar nos profissionais qualificados. 

"Desde 2009, 2010, após a crise na Europa, a emigração decresceu para países como Espanha e Suíça, mas aumentou para o Reino Unido e é actualmente o sítio na Europa para onde estão a emigrar mais portugueses", afirma à Lusa. 

De acordo com as estatísticas do Ministério do Trabalho britânico, as inscrições na segurança social, essencial para todos os candidatos a emprego no país, desde 2007 que registam uma média anual de cerca de 12 mil novos portugueses. 

Porém, em 2011 este valor disparou para 16,35 mil, um aumento de 26 por cento, e só no primeiro trimestre de 2012, o período mais recente disponível, foram confirmadas 5,42 mil novas inscrições de portugueses para trabalhar. 

Além de uma abordagem quantitativa, Cláudia Pereira, que é formada em Antropologia, pretende usar métodos sociológicos. 

Por isso fez dezenas de entrevistas na capital britânica a vários portugueses que emigraram, alguns dos quais acompanhou ainda antes da partida de Portugal. 

"Os qualificados normalmente emigram porque não têm trabalho na própria área profissional, como os enfermeiros, ou porque querem progredir na carreira e ter novas experiências que não sentem ter em Portugal, como os financeiros e engenheiros informáticos", adianta. 

Vários são os casos que encontrou de insucesso e regresso a Portugal por falta de adaptação ou por fracasso no mercado de trabalho, por vezes com a situação agravada porque acumularam dívidas com os custos elevados de transportes e alojamento em Londres. 

Noutras situações, o sucesso e realização profissional não preenchem o vazio deixado pela distância da família, amigos e do país, relata a investigadora do ISCTE, que tem uma colaboração com a universidade de Southampton. 

"Saíram de casa dos pais, vivem em casa com outras pessoas, viajam muito mais, mas", revela Cláudia Pereira, "todos eles frisaram que não sentem ser mais felizes do que os colegas que ficaram em Portugal porque estes têm churrasco ao domingo e têm os amigos ao pé".

fonte:http://rr.sapo.pt/i

publicado por adm às 14:32 | comentar | favorito
27
Jul 13

Primavera Academy procura 40 técnicos para entrada no mercado trabalho

A unidade de formação da empresa portuguesa Primavera BSS está à procura de 40 candidatos para o programa Score, que vai decorrer entre agosto e setembro.

É um programa de formação intensiva para certificar técnicos em tecnologias Primavera e integrá-los numa das 300 empresas parceiras. A entrada no mercado de trabalho não se limita a Portugal, abrangendo também as operações destas empresas em Espanha, Angola, Moçambique, Cabo Verde e São Tomé.

As candidaturas estão abertas até segunda-feira e podem ser feitas no site da empresa.

O Primavera Score (Skills, Competitivity, Optimization, Results, Excellence) exige o 12º ano de escolaridade e destina-se a quem procura uma carreira na área das Tecnologias de Informação.

A primeira edição arranca a 1 de agosto e a segunda edição começa a 2 de setembro. No final do curso, os formandos terão de realizar um exame final para obter a certificação “Product Technician”, passando a integrar a Bolsa de Técnicos Primavera. O curso é realizado em horário laboral e com a duração de quatro semanas consecutivas (por edição). Vai decorrer nas instalações da Primavera Academy, em Braga e Lisboa. 

fonte:http://www.dinheirovivo.pt/

publicado por adm às 22:43 | comentar | favorito
24
Jul 13

10 profissões com vagas por preencher... nos EUA

Apesar da crise há uma série de profissões que levam mais de um ano a serem preenchidas nos Estados Unidos.

Se é uma daquelas pessoas que está disposto a tentar a sorte na terra do uncle Sam, então veja esta lista elaborada pela CareerBuilder que identifica as profissões que precisam de mão de obra.

1. Delegado de vendas. Entre 2010 e 2013 são mais de 585 mil as vagas, tendo crescido 3,8% no mesmo período.

2. Operadores de máquinas/Montadores/Produção. Há atualmente 135.363 novas vagas, + 9,9%, face a 2010.

3. Enfermeiros. Área com 135.325 novas vagas (+ 5%).

4. Condutores de trator. Com 113.517 novos postos, área cresceu 6,7%.

5. Criadores de Software. Área com 103.708  novas vagas (+ 11,2%).

6. Engenheiros. 73.995 novas vagas (+ 4,9%).

7. Profissionais de Marketing. Com 57.045 novas vagas, cresceu 11,3%.

8. Contabilistas. Área com 55.670 novas vagas (+ 4,5%).

9. Mecânicos. São preciso 53.002, mais 4,1%

10. Gestores de IT/Administradores de rede. Há 48.709 vagas (+7,5%).

Esta lista resulta de um estudo consulta feita pela Harris Interactive, por encomenda da CareerBuilder, de 14 de maio a 5 de junho de 2013, a mais de 2 mil gestores de recursos humanos.

No estudo é perguntado a estes profissionais para qual destas carreiras que têm tido mais dificuldades em recrutar no período de 12 meses.

 

fonte:http://www.dinheirovivo.pt/E

publicado por adm às 23:24 | comentar | favorito
27
Jun 13

Nestlé vai contratar 20 mil pessoas

A Nestlé anunciou que pretende recrutar para as suas fábricas 20 mil pessoas. Laurent Freixe, director a nível da Europa, a presentou o plano ao comissário europeu do Emprego, Assuntos Sociais e Inclusão, Laszlo Andor, durante o Conselho Europeu que decorre, esta quinta-feira, em Bruxelas. 

“Os governos não podem resolver o problema do desemprego sozinhos. No contexto actual, em que a Europa está a envelhecer e a ficar endividada, a Europa precisa que os seus jovens trabalhem”, afirmou Laurent Freixe. 

A Nestlé planeia oferecer emprego a 10 mil pessoas, abaixo dos 30 anos, até 2016, e desenvolver um programa para outros 10 mil estágios. 

“Espero que a nossa empresa inspire outras para se tornaram parte da solução. Ao investir na Europa, ao crescer na Europa, acreditamos que estamos podemos estar a potenciar o nosso negócio, mas também a ajudar a sociedade”, justificou. 

O combate ao desemprego entre os jovens e o estímulo da economia através do apoio às pequenas e medidas empresas (PME) são os dois grandes temas do Conselho Europeu. Em relação ao desemprego, a cimeira deve reiterar a intenção já anunciada em Fevereiro de destinar seis mil milhões de euros do orçamento comunitário para o período entre 2014 e 2020 para as regiões em que a taxa de desemprego entre os jovens seja superior a 25%. 

Cerca de 5.6 milhões de jovens não têm trabalho na União Europeia, o que equivale a uma taxa de 23%.


fonte:http://rr.sapo.pt/i

publicado por adm às 21:05 | comentar | favorito
05
Mar 13

Safira tem 60 vagas para engenheiros com e sem experiência

Qualquer engenheiro pode candidatar-se desde que domine a área da programação, o que exclui basicamente engenharia civil.

A Safira tem lugar tanto para recém-licenciados como para engenheiros com experiência, uma vez que está a contratar para várias posições, incluindo ‘managers', oferecendo um salário líquido de início de carreira de 1.100 euros mensais.

"Estamos a recrutar activa e continuamente. A perspectiva de negócio levou-nos a aumentar a previsão do número de vagas para 2013. Começámos o ano em 40 e já vamos em 60. Praticamente todas as semanas entra alguém novo na Safira", diz Sofia Anselmo de Carvalho, a directora de recursos humanos da empresa da área das Tecnologias de Informação.

Os recém-licenciados - em Engenharia Informática, Tecnologias de Informação, Electrotécnica, etc. - têm a porta aberta e entram com direito a
formação interna dada na academia recentemente inaugurada.

O processo de recrutamento passa por várias entrevistas e testes técnicos e, depois de seleccionados, entram com contrato sem termo e "praticamente todos ficam na empresa", garante Sofia Anselmo de Carvalho, sublinhando que a taxa de retenção é "muito elevada", havendo apenas um ou outro caso de saída que se revela ser mesmo um "erro de casting".

Além da boa capacidade técnica, a Safira valoriza, cada vez mais, tal como a generalidade do mercado de trabalho, as chamadas ‘soft skills', destacando a capacidade para trabalhar em equipa e para lidar com os clientes.

Neste momento, a Safira está apostada numa ligação maior às universidades e em diversificar o leque de instituições do ensino superior por todo o país onde vai buscar recém-licenciados.

Pontualmente, também abrem vagas na Safira para lugares de outras áreas que não as engenharias. Neste momento, por exemplo, há duas nos recursos humanos.
fonte:http://economico.sapo.pt/no
publicado por adm às 22:21 | comentar | favorito
11
Fev 13

Vodafone procura jovens na área das tecnologias

A Competição Vodafone Mobile Data Challenge 2013 tem as inscrições abertas até dia 1 de Abril. Os vencedores verão os seus projectos implementados.

"Jovens talentos que se evidenciem no sei da comunidade universitária pela sua visão disruptiva das novas tecnologias". E assim que a operadora móvel dá conta de que procura jovens universitários que desenvolvam novas aplicações ou serviços que façam a diferença.

Os participantes são convidados a mostrar o seu potencial através da criação de soluções inovadoras no âmbito dos temas propostos: eMoney, Mobile Office Experience. LTE Service Enablers, Green Aproach, eHealth, Intelligent Media and Advertising, Wi-Fi Ad Mobile. M2M e Cloud Computing. E deverão "investigar os aspectos técnicos do tema escolhido e ser criativos na concepção de uma aplicação ou de um serviço com enquadramento prático na comunidade", lê-se no comunicado da empresa.

A final desta competição decorre no dia 18 de Abril na sede da Vodafone Portugal, no Parque das Nações, em Lisboa, onde os participantes apresentarão os seus projectos a um júri compostos por quadros directivos da Vodafone. Os que se destacarem terão a oportunidade de ver os seus projectos implementados.

As inscrições podem ser feitas no site da Vodafone Portugal, até ao dia 1 de Abril.

 fonte:http://economico.sapo.pt/no

publicado por adm às 21:37 | comentar | favorito
17
Jan 13

Douro Azul anuncia 222 vagas de trabalho

A empresa turística Douro Azul anunciou nesta quinta-feira a abertura de 222 vagas de trabalho, em diversas áreas. Entre as quais se pode encontrar a hotelaria, a náutica, a manutenção, entre outros. Um dos requisitos exigidos pela empresa é o conhecimentos da língua inglesa.


A empresa dirigida por Mário Ferreira procura, para a área de hotelaria, "diretores de navio hotel, assistentes de bordo, rececionistas, chefes de cozinha, cozinheiros de primeira, empregados de mesa, 'barmans', ajudantes de cozinha, empregados de quarto, copeiros, terapeutas de spa", segundo refere em comunicado.

A Douro Azul procura preencher, também, vagas de funções como mestres de tráfego, maquinistas e marinheiros dentro da área náutica.

Já em termos de manutenção são procurados carpinteiros e electricistas. No campo do transporte terrestre procuram-se motoristas de pesados de passageiros.

Segundo a empresa, a Douro Azul conta com cinco navios-hotel e vai inaugurar dois novos em março, tendo também "autocarros de luxo".

Os candidatos deverão ter "total disponibilidade para ausências prolongadas".

As pessoas que se candidatarem devem falar inglês, preferencialmente também alemão, ou francês e ter experiência em cruzeiros turísticos ou hotelaria.

De acordo com o comunicado, a Douro Azul transportou no ano passado "cerca de 14 mil passageiros de 39 nacionalidades diferentes, correspondendo a perto de 100 mil dormidas na região do Douro".

fonte:http://www.cmjornal.xl.pt/


publicado por adm às 22:23 | comentar | favorito
02
Jan 13

Os setores que vão criar emprego em 2013

Há que apontar baterias para os alvos certos na procura de trabalho. Entre no ano com o pé direito

Início do ano, tempo de resoluções. Tempo de procurar - e encontrar - trabalho, numa altura de desemprego recorde em Portugal. Para isso, nada como saber quais os setores com mais potencial de criar postos de trabalho em 2013, para escolher o alvo certo.

Empresas ligadas à exportação, turismo e agricultura podem dar frutos. «De uma forma geral, sempre setores que exportem», ou seja, relacionados com bens transacionáveis, apontou à tvi24.pt Nuno Troni, executive manager da Michael Page, uma empresa de recrutamento.

Um exemplo é a área da metalomecânica. Já as atividades que não forem ligadas à exportação, não tem dúvidas, «vão cair», como é o caso do grande consumo e do retalho. Também o setor farmacêutico e o automóvel - este pela quebra acentuada nas vendas -, não serão nada promissores. 

Depois, nas restantes atividades, «a existir algum movimento de mercado, espera-se que seja, por exemplo, na advocacia». Isto porque «há muitas empresas que estão a internalizar o que antigamente tinham em avença com um escritório, de forma a tentar reduzir custos, optando por ter advogados dentro da empresa». 

Também o setor de vendas e tecnologias de informação terão uma «procura interessante», ao contrário do secretariado e administrativos. 

Mais ofertas para Angola do que para Portugal

Tendencialmente, dada a conjuntura de crise que o país atravessa, não se anteveem «grandes reforços de equipas, mas sim substituir quem não atinja resultados. Desde há três anos que estamos perante um mercado de substituição e não de reforço de equipa». 

O responsável da Michael Page faz notar que «a esmagadora maioria das ofertas de trabalho são para Angola e Moçambique. Há até mais ofertas para Angola do que para Portugal, o que é surreal. Há cada vez mais essa tendência: essencialmente quadros técnicos, seja setor de construção, seja tecnologias de informação, por exemplo». 

O Governo também elaborou uma lista dos setores-chave na criação de emprego em 2013, a pedido da tvi24.pt.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 22:52 | comentar | favorito
21
Nov 12

Disney recruta em Portugal para cruzeiros e Disneyland Paris

Entrevistas decorrem em Lisboa nos dias 6, 18 e 19 de dezembro. Candidaturas devem ser enviadas previamente

Se está à procura de emprego e não se importa de passar uns tempos longe de casa, esta pode ser a sua oportunidade. A Disney está à procura de funcionários para os seus cruzeiros de luxo, e também para o seu parque de diversões Disnayland Paris, e volta a recrutar em Portugal no próximo mês de dezembro.

A operação de recrutamento para a Disneyland Paris está agendada para 6 de dezembro, dia em que haverá lugar a entrevistas de emprego em Lisboa, que serão conduzidas em francês.

Francês é, aliás, uma das línguas que precisará de dominar para ter melhores hipóteses de ser contratado, a par com o inglês e, de preferência, uma terceira língua europeia. Experiência em atendimento ao cliente é também valorizada, sendo pedido um «elevado sentido de comunicação e excelentes capacidades de relacionamento». Apenas são aceites candidatos com mais de 18 anos e com nacionalidade de um país da União Europeia.

As vagas abertas para trabalhar no maior parque temático da Europa dizem respeito às áreas da restauração (cozinha, bar, serviço de mesa e balcão), acolhimento (bagageiros, bilheteira e central de reservas), e ainda atrações (operadores e animadores) e limpezas (limpeza e assistência aos visitantes) .

O salário bruto é de 1425,67 euros/mês, e o horário de trabalho de 35 horas semanais (5 dias por semana, podendo incluir sábados e domingos). «Serão igualmente proporcionadas, a título facultativo, algumas condições facilitadas (embora não gratuitas) de alimentação (2 a 3,5 euros por refeição completa) e alojamento (cerca de 300 euros/mês)», explicita o anúncio, publicado no portal do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP). 

Os contratos têm duração de quatro a oito meses, com início em fevereiro ou maio do ano que vem e fim em setembro, com possibilidade de os candidatos integrarem a equipa para o Natal deste ano.

Antes das entrevistas presenciais, as candidaturas devem ser feitas online no site da empresa onde será necessário preencher um formulário em francês, a partir do item «Postuler à ce poste», disponível na parte inferior da página com informação sobre a «Session de Recrutement à Lisbonne, Portugal (H/F)». Para além disso é necessário dar conhecimento do registo online da candidatura ao Conselheiro EURES joao.medroa@iefp.pt. 

Já no recrutamento para os cruzeiros da Disney Cruises, as entrevistas decorrerão no dia 18 e 19 de dezembro em Lisboa. Antes disso, os curricula vitae devem ser redigidos em inglês e enviados para cruise@internationalservices.fr. Só os selecionados serão chamados para as entrevistas.

A empresa está à procura de empregados de mesa e, como condições, exige aos candidatos idade mínima de 21 anos, pelo menos dois anos de experiência em restauração e inglês fluente.

Neste tipo de funções, a Disney Cruises oferece contratos de seis meses com salários entre 2 mil e 3 mil dólares (1.552 e 2.328 euros). Os contratos são renováveis, e os horários de trabalho rondam as 80 a 84 horas por semana.

Os selecionados terão direito a alojamento (em cabine partilhada), alimentação e seguro de saúde. A companhia oferece ainda dois bilhetes (um para viajarem até ao navio e outro para regressarem a casa), explica na sua página de recrutamento na Internet.

Importante também é saber que, se for escolhido, irá trabalhar nas Bahamas, onde a Disney tem uma ilha privada (Castaway Cay) e onde promove os seus cruzeiros.

Os escolhidos passam por dois dias de preparação em Orlando, Florida, e uma semana a bordo para se familiarizarem com as regras de segurança e regulamentos, acrescenta.

A Disney Cruise Line conta com quatro navios de luxo, após ter lançado recentemente o Disney Fantasy, que se juntou ao Disney Magic, Disney Wonder e ao Disney Dream.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 23:18 | comentar | favorito
05
Nov 12

Estas 10 empresas têm 490 vagas de emprego em Portugal

São várias as empresas portuguesas ou a actuar em Portugal que estão a contratar funcionários. Estas dez empresas têm dezenas de vagas de trabalho para preencher. As áreas são muito diversificadas bem como as características a eleger. Conheça:

Siga o Dinheiro Vivo no Facebook e receba, todos os dias, as novidades de emprego

Nestlé
A multinacional tem atualmente duas vagas em Portugal para representante de vendas em Lisboa e Aveiro e uma em São Paulo para Assistente Administrativo. 
Todas as vagas podem ser consultadas aqui

IBM 
A empresa tem uma presença forte pelo mundo e as vagas são constantes. Em Portugal existem actualmente duas vagas de emprego para Lisboa onde a exigência é o português como língua materna e fluência em inglês. A empresa também privilegia a experiência. 
As vagas destinam-se a Brand Client Representative e outra paraBusiness Analyst

NovaBase 
A empresa tecnológica tem atualmente 14 vagas para preencher nas mais variadas áreas de negócio, 12 em Portugal. Estas vagas destinam-se a formações em engenharia informática, tecnologias da informação ou equivalente. Veja aqui    

DRI
A DRI, integradora tecnológica e consultora global de origem portuguesa, está a contratar profissionais que ajudem a desenvolver o seu objectivo de internacionalização. 

As vagas têm como destino as várias áreas de negócio da empresa, mas às agora anunciadas vão juntar-se outras porque até ao final de 2013, a tecnológica quer aumentar o número de funcionários em 100%, com o recrutamento de cerca de 40 pessoas (veja mais).

BNP Paribas
O BNP Paribas Securities Services Portugal, unidade do banco francês especializada na liquidação e custódia de títulos, lançado em 2007 com cinco pessoas e que conta já com 800 colaboradores, quer contratar mais 200 funcionários nos próximos dois anos.
Conheça as vagas

Phillip Morris
A tabaqueira tem actualmente cinco vagas de emprego para Portugal nas áreas de vendas, operações e finanças. Na sua maioria as vagas destinam-se a Lisboa e Porto. 

Para as vagas existentes a empresa está a considerar formações nas áreas de Gestão, Marketing, Engenharia ou Ciências. Não é exigida experiência mas sim fluência em inglês. Conheça as vagas

Receba os alertas

Accenture
A Accenture Portugal tem atualmente 16 vagas de emprego para preencher por todo o país. As vagas são, na sua maioria, relacionadas com a área de consultoria, gestão, finanças e engenharia, e destinam-se ao território continental.
Veja aqui


Topikrelevo
A empresa de calçado Topikrelevo vai criar mais 60 postos de trabalho em Celorico de Basto, a partir de Janeiro de 2013, com a ampliação da sua fábrica no concelho, informou, esta sexta-feira, o presidente da Câmara.

MELOM
A empresa portuguesa especializada em obras e remodelações domésticas MELOM pretende recrutar 100 Agentes para trabalhar nas suas unidades MELOM, localizadas de norte a sul do país, até ao fim do ano. 

A MELOM pretende recrutar profissionais com experiência na área da construção e remodelação, como arquitetos, engenheiros, orçamentistas, que pretendam enveredar pela área comercial, ou gestores e comerciais que já trabalharam ou trabalham nesta área. Obrigatório é ter conhecimentos técnicos que permitam uma boa adaptação à função. Veja mais

Turijobs
Este agregador de empresas de turismo tem várias vagas para preencher em hotéis e restaurantes por todo o país. Neste momento existem 25 vagas em Lisboa, 15 no Porto e 13 em Faro. Procure aqui 

 

fonte:http://www.dinheirovivo.pt/

publicado por adm às 22:49 | comentar | favorito