23
Jun 11

Cursos de Gestão e Finanças já não garantem emprego

Segundos os últimos dados do Instituto do Emprego e da Formação Profissional (IEFP), os desempregados com licenciatura, mestrado ou doutoramento em Gestão, cuja área se enquadra nas ciências empresariais, eram os que registavam um maior número de inscrições nos centros de emprego em Dezembro de 2010 (8.867 inscritos).

Este número representa 18,3% do total de 48.522 de diplomados desempregados no final de 2010 e que procuram o seu primeiro emprego ou um novo posto de trabalho, em Portugal Continental.

Porém, os gestores não são os únicos a ocupar os lugares cimeiros entre os cursos com mais desemprego. Na tabela dos mais qualificados, estão as licenciaturas de Finanças, Gestão de Recursos Humanos, Marketing e Administração Pública. Estes são alguns dos dados revelados pelo último relatório anual do Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais (GPEARI) - "A Procura de emprego dos diplomados com habilitação superior" do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior tutelado por Mariano Gago.

Por outro lado, segundo o mesmo estudo, os inscritos no IEFP com o 2.º ciclo do ensino básico diminuíram 4,2%, entre Dezembro de 2009 e Dezembro de 2010 assim como os inscritos com o 1.º ciclo do ensino básico, que regitaram uma quebra de 1,5%.

fonte:http://www.dinheirovivo.pt

publicado por adm às 16:51 | comentar | favorito
16
Fev 11

Desempregados à procura do 1º emprego são mais de 77 mil

O número de desempregados à procura do seu primeiro emprego em Portugal fixou-se nos 77,1 mil no quarto trimestre de 2010, mais 29,4% do que em igual trimestre do ano anterior, revelam estatísticas do Instituto Nacional de Estatística (INE) publicadas esta quarta-feira.

Em média, o número de desempregados à procura do primeiro emprego, ascendeu a 63 500 indivíduos, mais 14,8% face ao valor anual de 2009, indica a informação constante do relatório «Estatísticas do Emprego -4.º trimestre 2010».

Aliás, de acordo com os inquéritos do INE, o número de desempregados à procura de primeiro emprego cresceu em 17,5 mil indivíduos no 4.º trimestre, uma subida percentual de 15,2% face aos 59,6 contabilizados no terceiro trimestre do ano passado.

No último trimestre de 2010, a taxa de desemprego em Portugal alcançou um recorde 11,1% em proporção do total da população activa, superando os 619 mil indivíduos. Na média do ano, o desemprego situou-se nos 10,8%, afectando 602,6 mil residentes.

fonte:http://diariodigital.sapo.pt/

publicado por adm às 23:51 | comentar | favorito