Dinamarca tem entre sete a dez mil vagas

Nos próximos cinco anos, várias indústrias deste país escandinavo vão precisar de engenheiros.

Entre sete mil a dez mil é o número de engenheiros que a Dinamarca precisa, nos próximos cinco anos, revelou ao Diário Económico Michel Pird, da Work in Denmark, uma organização governamental, que esteve a apoiar os candidatos a um emprego no seu país no "Engineers Mobility Day".

"Precisamos de engenheiros para o sector do gás e petróleo, para as infra-estruturas como metropolitano, estradas, pontes e linhas ferroviárias, para a construção, etc.", adiantou Michel Pird. As empresas recrutadoras dão prioridade aos candidatos já com experiência profissional.

Neste país, o salário médio de um engenheiro, antes de impostos, ronda os cinco mil euros. No entanto, os impostos são de cerca de metade, o que coloca o valor líquido pago nos 2.500 euros.

Presentes ou representadas neste evento, que decorreu no ISEL, destinado a conquistar os engenheiros portugueses, estiveram as empresas Alfa Laval, Atkins-Oil & Gas, Danfoss e Det Norske Veritas ( DNV).

Se pretende candidatar-se a um emprego na Dinamarca, saiba que para permanecer no país mais de três meses tem de pedir autorização de residência e para isso tem de: ter um emprego remunerado, um negócio próprio, ser estudante e tem sempre de provar que tem recursos para se manter.

Condições de vida e de trabalho
Numa entrevista de emprego na Dinamarca, o número de pessoas presentes varia, geralmente, entre uma e cinco. Normalmente, não dura mais de uma hora e, muitas vezes, é oferecida ao candidato uma chávena de chá ou café. No final, poderá fazer perguntas sobre, por exemplo, as funções a desempenhar, o salário, as condições de trabalho, o contrato, as férias ou as regalias complementares. Em geral, o ambiente da entrevista é franco e amigável. Na conversa predominam, obviamente, os temas profissionais, mas, numa conversa mais descontraída que ocorra na fase final, também podem ser abordados assuntos relacionados com, por exemplo, filhos, desporto, etc.

Existem contratos-tipo de trabalho, mas a empresa pode usar um clausulado próprio. Para ter a certeza de que não há falhas no seu contrato individual, compare-o com o contrato-tipo aplicável, que pode ser adquirido em qualquer livraria.

Geralmente, o salário ou o horário de trabalho são negociáveis, assim como eventuais benefícios complementares. A remuneração é paga à hora, à semana ou ao mês. A fixação de uma remuneração anual é rara. O subsídio de férias é regulado por lei e, se existir algum sistema de atribuição de prémios, deve ser descrito separadamente.

Embora a respectiva concessão dependa do nível do lugar em causa, é sempre possível negociar benefícios complementares. Telefone, jornais, automóvel e acesso à Internet gratuitos são alguns dos mais comuns.

Normalmente, o contrato prevê um período experimental de três meses e as despesas efectuadas para comparecer à entrevista não são reembolsadas.

Conjuntamente com a candidatura e o CV, terá de ser apresentada cópia do diploma e uma carta de recomendação poderá ser útil.

Os dinamarqueses são muito pontuais. Convém chegar com cinco ou dez minutos de antecedência. E opte por um estilo de vestuário moderadamente conservador, evitando a descontracção excessiva.


Eures

Alemanha
A 4 e 5 de Junho haverá um evento de recrutamento de engenheiros para empresas alemãs. Para se candidatar até 15 de Maio no site do Eures em www.iefp.pt

Enfermeiros
Também em www.iefp.pt pode ver mais informação sobre os profissionais de enfermagem que Suiça, Reino Unido e Alemanha estão a contratar.

Aibel
Na Noruega, a Aibel procura engenheiros mecânicos e de electrotecnica, entre outros, em www.aibel.com

Statoil
Também a Statoil está a contratar engenheiros para todas as áreas ligadas ao petroleo, na Noruega. Ver em www.statoil.com

Irlanda
Se preferir a Irlanda, a EDGE Design & Engineering Innovation também está a contratar. Basta ver em www.edgeinnovate.new.gridhosted.co.uk

UE
Se pretende um emprego em alguma instituição europeia, em www.eu-careers.eu são muitas as ofertas.

Noruega
Ainda na área do petróleo e gás, a Aker Solutions também está a contratar para a Noruega, em www.akersolutions.com

fonte:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 08:21 | comentar | favorito