Desemprego reduziu 1,6% em Maio e Junho

Entre Maio e Junho a taxa de desemprego recuou 1,6%, segundo dados do Instituto de Emprego e Formação Profissional. São números que têm em conta o trabalho sazonal. Há agora menos quase nove mil pessoas desempregadas. Valter Lemos, secretário de Estado do Emprego, admitiu que a taxa de pessoas sem trabalho é preocupante mas sublinhou que “é a menor variação homóloga dos últimos dois anos”. 

“Temos menos pessoas a entrar na situação de desemprego. Não temos é ainda tantas pessoas a sair da situação de desemprego. Pelo que, o total de desempregados se mantém em termos homólogos ainda maior do que o ano passado. Mas, nos últimos oito meses, têm estado a inscrever-se menos pessoas. Ou seja, menos pessoas a perder o emprego”, reforçou Valter Lemos. 

O secretário de Estado acrescentou também que o número de inscritos nos centros de emprego caiu no último trimestre. “Chegámos a Junho com menos desempregados do que em Janeiro. Temos menos nove mil pessoas, no total, digamos assim, entre Janeiro e Junho”, explicou. 

Portanto, acrescentou Valter Lemos, “esta tendência de descida que começa desde há três meses. Temos a expectativa que possa continuar”. 

Já a variação homóloga, que compara Junho deste ano com o mesmo período do ano passado, traduz um aumento de 12,7% no número de inscritos. 

No total, os desempregados registados são agora 551.868 mil, traduzindo uma variação anual acumulada de mais 12,7%. Em Junho era de 14,6%.

fonte:www.rr.pt

publicado por adm às 23:33 | comentar | favorito