Abertura de hipers ao domingo garante três mil empregos

Empresas de distribuição garantem que novo horário cumpriu objectivos de emprego.

Se as cadeias de distribuição não abrissem ao domingo, "o sector estaria negativo em termos de criação de emprego". A garantia é dada pelo presidente da Associação de Empresas de Distribuição (APED), Luís Reis, ao Diário Económico, à margem de um encontro com jornalistas para anunciar o quarto congresso do sector que se realizará a 17 e 18 de Janeiro.

Luís Reis, que é também administrador da Sonae, assegura que a abertura das lojas da grande distribuição ao domingo à tarde tem sido uma aposta ganha porque "não só criou três mil postos de trabalho, como os retalhistas estão a conseguir manter esses novos colaboradores". Além deste impacto positivo no emprego, o presidente da APED afirma que há que contar com o ‘feedback' positivo por parte dos consumidores que aumentaram o volume de compras ao domingo depois das 13 horas tanto no segmento alimentar como no não alimentar.

O mesmo responsável garante ainda que este alargamento do horário dos hipermercados não está a ter impacto negativo sobre outros sectores. Isto porque, explica, as compras geradas nesse período resultaram "mais de uma redistribuição do consumo" e não da transferência de compras face ao pequeno comércio. 

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 15:59 | comentar | favorito