Centros de emprego incentivam jovens a emigrar

Alguns centros de emprego do País estão a enviar cartas e a reunir-se com jovens com menos de 25 anos - a faixa etária em que o desemprego mais cresceu em Outubro, segundo dados do IEFP - para os incentivar a procurar trabalho noutros países da Europa. A acusação foi feita pelo PCP, na sexta-feira, através de um documento distribuído aos jornalistas no Parlamento, segundo noticiou o jornal i e o Jornal de Negócios.

De acordo com o PCP, a situação terá ocorrido no centro de emprego de Montemor-o-Novo, que terá enviado cartas com o assunto "ofertas de emprego noutros países da Europa", a convocar os jovens para uma reunião com os técnicos cuja função é orientar as pessoas na procura de emprego.

Contudo, nesses encontros não são apresentadas propostas concretas, apenas se incentivam os jovens a procurar emprego fora de Portugal. Segundo o jornal i, que noticia ainda que o mesmo já se passa noutros centros de emprego, em Montemor-o-Novo uma das técnicas presentes nas reuniões terá mesmo dito que "era melhor procurar emprego lá fora, porque a situação está muito difícil em Portugal".

"Já se suspeitava que a única resposta do Governo para os jovens desempregados seria empurrá-los para a emigração", diz o documento do PCP, em que se pode ainda ler que, perante esta situação, "torna-se indispensável esclarecer se a política oficial do Governo para combater o desemprego entre os jovens vai mesmo ser a de os empurrar para a emigração, utilizando ironicamente os serviços dos centros de emprego para concretizar tal desígnio".

O Dinheiro Vivo tentou contactar o IEFP, mas não foi possível obter uma resposta até ao fecho da edição.

fonte:http://www.dinheirovivo.pt/

publicado por adm às 18:47 | comentar | favorito