Construção perderá 20 mil empregos só no primeiro semestre de 2012

O número de desempregados no sector da construção pode atingir os 15 a 20 mil trabalhadores só no primeiro semestre de 2012, disse ao Dinheiro Vivo, o presidente do Sindicato da Construção, Albano Ribeiro.

Para este responsável, este cenário será uma consequência directa do cancelamento das obras de requalificação do parque escolar e dos vários projectos de auto-estradas que estavam previstos no anterior Governo e que o actual executivo já disse que iria travar.

Contudo, Albano Ribeiro acredita que ainda há possibilidade do Executivo contornar esta situação se avançar com a proposta feita pelo Sindicato e que prevê a criação de 30 mil postos de trabalho na requalificação e manutenção de estradas secundárias e pontes, de mais 20 mil empregos em obras de saneamento básico e de 70 mil na requalificação urbana.

"Este Governo pode ser responsável pela maior crise na construção ou pela criação do maior número de empregos", remata Albano Ribeiro.

O desemprego na construção atingiu, no final de Julho, 70 mil trabalhadores, representando já 14,7% do total de inscritos nos centros de emprego.

A construção, que já empregou mais de 630 mil trabalhadores em 2002, ano que marca o início da crise que assola a fileira, dá hoje emprego a apenas 451 mil pessoas.

fonte:http://www.dinheirovivo.pt/

publicado por adm às 23:42 | comentar | favorito