Verão faz cair taxa de desemprego para os 12,1%

A taxa de desemprego caiu 0,3 pontos no segundo trimestre deste ano, para os 12,1%. Uma redução justificada pelo início da época de Verão e aumento temporário de empregos ligados à indústria do turismo.

"No segundo trimestre de 2011, a taxa de desemprego foi estimada em 12,1%. Este valor é inferior, em 0,3 pontos percentuais, ao observado no trimestre anterior", escreve o INE. "Esta diminuição resultou do efeito conjugado do acréscimo da população empregada, de 0,6%, e do decréscimo da população desempregada, de 2,0%, abrangendo 27,0 mil e 13,9 mil indivíduos, respectivamente."

 

Tal como o DN já tinha noticiado na edição de hoje, o agravamento do desemprego só não é pior porque, tipicamente, o Verão permite criar alguns empregos sazonais. "É normal nesta altura haver alguma criação de empregos por causa do maior dinamismo do turismo, ao mesmo tempo que há uma maior desistência na procura de empregos, fazendo aumentar a taxa de inactividade, um dos problemas crescentes do mercado de trabalho", diz Filipe Charters Azevedo, da consultora Pricewaterhouse Coopers. "Em épocas de crise, em que muitos empregos são mal pagos, há mais pessoas no limite da idade de reforma que têm fortes incentivos em não ficar no mercado de trabalho", observa. "Há ainda pessoas que optam por ficar em casa a cuidar dos filhos por ser mais barato e quem opte por abrir um negócios particular, mais informal", acrescenta o economista.

O governo prevê um desemprego médio este ano de 12,5%, enquanto a troika aponta para um valor mais baixo (12,2%).

fonte:http://www.dinheirovivo.pt

publicado por adm às 21:48 | comentar | favorito