Mais de 200 mil portugueses desistiram de procurar emprego

Mais de 200 mil portugueses desistiram de procurar emprego, por falta de qualificações, por causa da idade ou simplesmente pela perda de vontade de procurar um lugar no mercado de trabalho.

Segundo a edição de hoje do Público, se estas 204 mil pessoas entrassem para as estatísticas, o número de desempregados aumentaria dos 689 mil para os 892 mil desempregados, e a taxa de desemprego fixar-se-ia nos 15,5%.

Um cenário que parece estar para durar, tal como o caso dos desempregados de longa duração, que são já mais de metade dos desempregados e que se encontram afastados do mercado de trabalho há dois anos ou mais.

A este casos juntam-se ainda as 174 mil pessoas que dizem trabalhar menos horas do que seria desejável, o que os deixa numa situação de sub-emprego.

Com as medidas duras da troika, a precariedade poderá vir a afectar ainda mais estas pessoas, sobretudo pelo facto de 54% dos desempregados não terem qualquer tipo de protecção social.

A taxa de desemprego está, actualmente, nos 12,4%, um nível histórico.

fonte:http://diariodigital.sapo.pt/

publicado por adm às 13:37 | comentar | favorito