17
Dez 10
17
Dez 10

Desemprego registado diminui

O desemprego registado diminuiu 0,7 por cento em Novembro, face ao mês de Outubro e 4,4 por cento quando comparado com o mesmo período do ano anterior. O Instituto de Emprego e Formação Profissional dá conta que no mês anterior estavam inscritos nos Centros de Emprego cerca de 546. 680 desempregados involuntariamente.

No entanto, se por um lado o IEFP recebe menos inscrições, o Eurostat e o Instituto Nacional de Estatística dão conta que a taxa de desemprego tem vindo a aumentar. Pois no terceiro trimestre de 2010, o resultado foi de 10,9 por cento para 609,4 mil desempregados, mais de 50 mil desempregados contabilizados pelos centros de emprego. Também o número de pedidos de emprego diminuiu ligeiramente (-0,1 por cento). Porém a capacidade de resposta dos Centros de Emprego vai sendo cada vez menor, pois em Novembro existiam apenas 2,3 por cento de ofertas, face ao total de pedidos de empregos. O que traduzido em números significa 16.803 ofertas para 637.122 pedidos, (menos 9,8 por cento do que no mês anterior), o que originou um total de apenas 5. 249 colocações (variação mensal negativa de 13,4 por cento).

fonte:http://www.saldopositivo.cgd.pt/

publicado por adm às 22:30 | comentar | favorito
02
Dez 10
02
Dez 10

...

A grande lamúria dos jovens que estão em busca do primeiro emprego é a falta de oportunidade para adquirir experiência. Profissionais de recursos humanos e orientadores de carreira devolvem: a conquista do trabalho número um exige do jovem inexperiente análise do mercado de trabalho. Em outras palavras, requer sabedoria para discernir onde estão as empresas que procuram os calouros e o que elas querem.

Nesta época do ano a oportunidade está na indústria e, em maior parte, no varejo. Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e Trabalho Temporário (Asserttem), cerca de 30% das vagas temporárias deverão ser preenchidas por jovens em situação de primeiro emprego. Estima-se a contratação de 139 mil profissionais para suprir a demanda do Natal.

Para Paulo Queija, consultor de recursos humanos da MQS Consultoria e Treinamento Empresarial, o jovem pode acumular uma valiosa experiência na contratação temporária. “Além das possíveis vagas para efetivação ao final do período, algumas empresas buscam novos talentos para a renovação de seu quadro”, destaca.

Localizado na baixada santista (São Paulo), o Litoral Plaza Shopping estima 660 contratações para o Natal em suas 220 lojas. Em 2009, 20% dos temporários foram efetivados.

O setor de telesserviços é outro filão para os jovens sem experiência. De acordo com a Associação Brasileira de Telesserviços (ABT), a atividade cresce 10% ao ano. A expectativa é terminar 2010 com 37 mil novos postos de trabalho. Grande parte dessas vagas é destinada aos jovens em condição de primeiro emprego.

“É um setor que não exige experiências anteriores e, ao mesmo tempo, oferece ótimas oportunidades de desenvolvimento profissional e evolução na carreira”, atesta Neiva Dourado Martins Mendes, diretora de recursos humanos da DEDIC GPTI.

Quem não tem perfil para atuar no varejo ou em call centers pode encontrar no voluntariado e nos programas especializados a oportunidade de ingressar no mercado de trabalho.

Para Michelle Caetano, orientadora pedagógica do Programa Preparação para o Trabalho, mantido pela organização não-governamental Ação Comunitária, essas práticas permitem agregar competências valorizadas pelas empresas. “São ações que possibilitam ao jovem ampliar sua rede de relacionamentos (network) e a partir daí conseguir alguma indicação para uma vaga de emprego”, ressalta.

Programas de Estágio e Trainee

Estagiar é exercitar a teoria aprendida na escola seja ela de nível médio, técnico ou superior. Para Ruy Leal, superintendente geral do Instituto Via de Acesso, o bom estágio é o melhor caminho para o jovem conhecer o universo do trabalho dentro de sua área de formação.

Autor de “Superdicas para o jovem escolher bem sua profissão” (Editora Saraiva), ele destaca que o estagiário precisa ter o mínimo de conhecimento teórico e foco na área de interesse. “Um estudante de Arquitetura, por exemplo, deve identificar se deseja trabalhar num escritório ou em empresas de construção antes de disseminar seu currículo.”

Jovens no final da graduação ou recém-formados, que buscam a primeira oportunidade profissional por meio de um programa de trainee, devem ficar atentos aos sites corporativos e às redes de relacionamento. “O trainee precisa estar antenado com a sociedade. Deve ser uma pessoa politizada, que saiba se posicionar sobre temas da atualidade e lidar com pessoas”, afirma Gustavo Nascimento, gerente da Foco Talentos.

Conhecimento em idiomas estrangeiros, principalmente o inglês e o espanhol, também é importante. “Diria que 90% dos programas pedem ao menos o inglês avançado”, diz Nascimento.

Por Rômulo Martins
Fonte:Empregos.com.br

publicado por adm às 22:11 | comentar | favorito
01
Dez 10
01
Dez 10

Fundo de Garantia Salarial (FGS)

O Fundo de Garantia Salarial (FGS), tem por objectivo assegurar o pagamento dos créditos emergentes do contrato de trabalho e da sua violação ou cessação, aos trabalhadores que, reunindo as condições legalmente estabelecidas, o requeiram, nos casos em que tais créditos não possam ser pagos pela entidade empregadora por motivo de insolvência ou de situação económica difícil.

Assim sendo quem tem a haver créditos de uma empresa insolvente ou em situação económica difícil deverá proceder “Através de requerimento disponível nos Centros Distritais ou Serviços Locais da Segurança Social, bem como no site da Internet nos formulários da Segurança Social – www.Seg-Social.pt”

publicado por adm às 20:07 | comentar | favorito